Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Postura ao usar o celular pode prejudicar a coluna

Cuidados simples podem evitar dores e outras lesões na cervical.

A postura inadequada durante o uso prolongado do celular e de outros dispositivos móveis pode comprometer a saúde da coluna vertebral. De acordo com o ortopedista e Chefe do Centro de Doenças da Coluna do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), Ricardo Meirelles, ler uma mensagem no celular, por exemplo, inclinando o pescoço para baixo e para frente, pode aumentar em até cinco vezes o peso que a cabeça exerce sobre a coluna.

O especialista explica que, em repouso - quando os ouvidos estão alinhados com os ombros, a cabeça de uma pessoa adulta pesa cinco quilos. Uma postura incorreta, com inclinação de mais de 60 graus da cabeça, aumenta esse peso para até 30 quilos.

A chamada Síndrome do Pescoço de Texto (do inglês Text Neck Syndrome) provoca uma sobrecarga na musculatura e nas articulações vertebrais, podendo ocasionar dores na nuca com irradiação para os ombros, ou para o dorso, e cefaleia na região posterior da cabeça.

Para evitar esses danos, o ortopedista orienta sobre a maneira correta de utilizar o celular: é importante manter sempre as telas na altura dos olhos, mantendo a cabeça bem centrada - alinhando os ouvidos com os ombros - e a cada 20 ou 30 minutos realizar alongamentos e mudar de posição.

“Também é importante ter atenção à ergonomia quando permanecer sentado por longos períodos. Manter um apoio lombar nas cadeiras e um apoio para os pés é essencial”, destaca Meirelles.

O médico aponta ainda que a prevenção é a melhor forma de evitar as lesões crônicas causadas pela má postura,  entre elas a degeneração dos discos intervertebrais - com surgimento de protusões e hérnias - e a artrose das articulações vertebrais.

“A prática regular de exercícios para desenvolver uma musculatura firme e boa amplitude de movimentos é fundamental para manter uma postura corporal adequada”, conclui o especialista..

 

24/09/2021

 

Fim do conteúdo da página